Início da República e o operariado brasileiro.

Em pleno século XX com o fim da escravidão no século precedente, muitos dos imigrantes se dirigiram ao Brasil (que na época estavam a procura de mão de obra, buscada no exterior), a busca por empregos em um período onde o cultivo de café dominava a economia brasileira, foi o recurso de que precisavam e obtiveram para se manterem, entretanto naquela altura, o Brasil estava vivenciando significativo avanço na cidade e sociedade, dada como fator principal a velocidade.

Com o crescimento populacional cada vez mais elevado e a industrialização acontecendo naquele período, podemos afirmar que esses dois fatores “andaram juntos”. A grande parte dos imigrantes  foi destina ao cultivo nas lavouras que mais tardar começaram a ocupar outros cargos e funções assim construindo a mais nova classe operária brasileira.

O conjunto de trabalhadores que já viviam ali, somados aos imigrantes recém chegados e os ex-escravos, favoreceu as péssimas condições trabalhistas naquele momento histórico. Remunerações baixas e uma carga horária abusiva caracterizaram aquele instante.

Naquele momento, os trabalhadores não possuíam direitos e leis oficiais que os defendessem, sendo assim, movimentos trabalhistas surgiram para os favorecerem. Membros da classe média visavam a difusão de ideias de Marx e Engels propondo alianças entre setores médios e operariado que pregava a greve como instrumento de luta (movimento socialista). O movimento carioca, composto pela classe média, buscava alianças com o Estado e a formação de partidos operários, era  a corrente com maior influência no Rio de Janeiro. O terceiro movimento era o mais influente entre os operários e que como principal objetivo tinha a negação da autoridade do Estado por meio de greves, manifestações ou sabotagens, foi o movimento que mais deixou claro e visível essa busca por seus direitos e condições melhores para os trabalhadores.

Nem todos os movimentos e manifestações em busca de seus direitos obtiveram respostas, muitos nem sequer foram analisados, o que se pode afirmar é que, as condições melhoraram e os trabalhadores começaram a entender um pouco mais sobre tudo que estava acontecendo naquele momento, além de entenderem e começarem a valorizar seus próprios direitos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s